ESTILO

Brasileiro é o segundo colocado em concurso internacional de gastronomia

Mais de 100 estudantes de todo o mundo se inscreveram; apenas seis chegaram à final

O brasileiro Guilherme Razente foi o segundo colocado no concurso internacional de gastronomia Cook ‘N’ Battle, organizado pelo Swiss Education Group – SEG . Ele foi contemplado com uma bolsa de estudos no valor de 10 mil francos suíços, cerca de 56 mil reais – na Culinary Arts Academy Switzerland – CAA, referência global no ensino da gastronomia e escola parceira do Centro Europeu de Curitiba.

A receita que garantiu o lugar do brasileiro entre os finalistas tem o nome de “La Vita in Rosa” – inspirado nos jardins italianos na primavera e que traz rosas como ingrediente principal. Com diversas pétalas, Guilherme apresentou um prato sofisticado e saboroso que rendeu o segundo lugar na competição. Guilherme Razente aperfeiçoou os conhecimentos em gastronomia no Centro Europeu no Brasil e, logo em seguida, decidiu fazer uma especialização na Suíça. Atualmente, o brasileiro faz estágio na Itália como aluno da Culinary Arts Academy Switzerland, e agora tem a oportunidade de continuar o segundo ano na academia com a bolsa de estudos.

Para o diretor acadêmico do Centro Europeu, Rogerio Gobbi:

“O prêmio muito nos orgulha em ver um ex-aluno alcançando prestígio internacional e se destacando na profissão, e nos deixa certos de que devemos continuar incentivando talentos e investindo em um ensino sintonizado com a exigências internacionais”, afirma Gobbi.

Cook ‘N’ Battle

Segundo Valquiria Mac-Dowell, representante da Swiss Education Group na região sul do Brasil, a ideia da competição é incentivar a arte da gastronomia ao redor do mundo. “O principal objetivo é chamar a atenção das pessoas para a culinária, de forma que a arte da gastronomia seja cada vez mais valorizada. Essa é uma forma de incentivar e descobrir novos talentos na cozinha, além de oferecer a oportunidade para que os profissionais possam construir uma carreira de sucesso”, afirma.

A segunda edição do evento teve mais de 100 inscrições de estudantes com mais de 16 anos de diversas nacionalidades, mas apenas seis países foram representados na final: Colômbia, China, Myanmar, Quênia, Coreia do Sul e Brasil. Dez chefs renomados na culinária internacional foram responsáveis por avaliar os pratos e compor o time de jurados. Entre eles, o chef suíço Anton Mosimann que atende o Palácio de Buckingham em ocasiões especiais.

O vídeo que mostra o prato de rosas sendo preparado por Guilherme está disponível no Youtube. Confira:

Deixe um comentário