On the road: 4 motos de luxo para se aventurar por aí

On the road: 4 motos de luxo para se aventurar por aí

Quer pilotar por aí com liberdade, estilo e exclusividade? Então conheça os lançamentos mais luxuosos de quatro grandes marcas de motocicletas

0
Compartilhe

Harley-Davidson CVO Limited

A nova linha de motocicletas da Harley-Davidson que chega ao Brasil este ano foi apresentada ao público no último Salão Duas Rodas, realizado em outubro passado em São Paulo. Entre as novidades está a exclusiva CVO Limited, o mais completo modelo da linha, que ainda não tem preço definido embora especule-se que custará acima dos R$ 100 mil e tem previsão de chegada para maio. A CVO Limited conta com motor Twin Cam 110 com um filtro de ar Screamin Eagle, que melhora ainda mais a performance entregue pelo propulsor de 1.800 cilindradas.

O modelo também faz parte do projeto Rushmore, que apresenta melhorias de performance, informação, entretenimento, conforto e design nas motocicletas da marca. Apresenta embreagem hidráulica, garfos dianteiros mais robustos e o novo sistema de freios Reflex, com ABS conectado eletronicamente. O conforto do modelo é outro ponto de destaque: apresenta nova carenagem Batwing, com um duto de equalização dianteira que reduz a turbulência em 20%. Já para o passageiro, a CVO apresenta assentos mais amplos, com novo encosto para as costas, novo descanso de braços e reposicionamento dos comandos de áudio.

BMW R 1200 RT

A nova geração da BMW R 1200 RT foi lançada no Salão de Milão de 2013 e tem previsão para chegar ao país neste semestre, ainda sem preço definido. Mais moderno e potente, o modelo agora conta com um motor de dois cilindros de 1.170 cilindradas que entrega 125 cavalos de potência. A motocicleta conta, de série, com dois modos de condução, o Rain e o Road, os quais se adaptam à maioria das condições de terreno. Como opcional, existe a função Hill Start Control, a qual facilita a condução da motocicleta ladeira acima. Outra mudança realizada no modelo foi no chassi, que, segundo a empresa alemã, agora é mais ágil, preciso e confortável.

Com a ajuda do sistema Dynamic ESA, a suspensão da R 1200 RT se ajusta automaticamente ao comportamento da moto e às manobras realizadas pelo condutor, que tem agora 2 cm a mais de comprimento no assento, aumentando a comodidade. O piloto também conta com um completamente reconfigurado computador de bordo: tem disponível agora uma tela de 5,7 polegadas onde aparecem todas as informações, que se complementam com as indicações mostradas no velocímetro e no conta-giros, ambos analógicos.

Triumph Trophy SE

Desembarcou em janeiro a Trophy SE, a nova motocicleta da Triumph. Por R$ 79,9 mil, os clientes terão à disposição um modelo impulsionado por um motor três cilindros com 1.215 cc que entrega 134 cv de potência e conta com um eixo balanceador com rotação no sentido oposto, o que garante mais conforto ao piloto e ao garupa. O chassi foi aperfeiçoado, deixando o piloto ainda mais conectado com a estrada.Além disso, a tecnologia Ride by Wire fornece as funcionalidades de controle de tração e piloto automático e ainda melhora a eficiência do motor e a economia de combustível.

Para aprimorar a proteção contra as intempéries, como o vento, foi feito o uso de carenagens com aerodinâmica avançada. O para-brisa oferece regulagem elétrica de altura – pode se elevar até 16,4 cm – e conta com uma função de memória que se ajusta à sua última posição ao dar partida na moto. A Trophy SE também possui ajuste de posicionamento do farol, cavalete central, bolsas laterais com chave (com capacidade para transportar até 31 litros de bagagem) e tanque de combustível de 26 litros. Ainda conta com regulagem eletrônica da suspensão operada por meio de um painel, onde os pilotos selecionam a configuração de amortecimento e combinam com a carga da moto.

DUCATI 1199 SUPERLEGGERA

Esta moto é para poucos, literalmente. A exclusiva 1199 Superleggera, o mais recente modelo da Ducati, chega numa edição limitada: vai ter apenas 500 unidades sendo produzidas na sede da empresa, em Bolonha, na Itália, cada uma com seu número individual escrito no painel. O lançamento mundial da máquina será em novembro deste ano, ainda sem número fechado de quantas virão ao Brasil, mas a Ducati elaborou uma lista com clientes especiais, colecionadores e proprietários da marca, que terão prioridade na compra. Segundo a empresa, a nova máquina combina materiais como titânio, magnésio e fibra de carbono para definir a melhor relação peso-potência de qualquer motocicleta de produção da história, produzindo mais de 200 cavalos e pesando apenas 155 kg (peso seco).

A Superleggera possui quadro de magnésio e rodas de magnésio forjado Marchesini, subquadro traseiro e carroceria de fibra de carbono. O motor Superquadro, com bielas e válvulas de admissão de titânio, tem válvulas de escape de titânio e, primeira vez em uma Ducati de linha, pistões especiais de dois anéis. Toda essa tecnologia e exclusividade tem seu preço. A previsão é que seja comercializada no Brasil por R$ 280 mil, o que deve colocá-la no pódio como a mais cara motocicleta produzida em série do país.

*Coluna editada por Newton Gomes Rocha Jr., com reportagem de Daniel Batistella, e publicada originalmente na edição 161 da revista TOPVIEW.

Neste Artigo