ESTILO ARQUITETURA & DECORAçãO

Sem rupturas: móveis curvos e tons de azul marcam design fluído na Joalheria

As formas contínuas e a paleta de cores harmônica criam um cenário que valoriza o brilho das joias

As arquitetas Taiana Meister e Jackeline Polese estreiam na CASACOR Paraná assinando a Joalheria da mostra. O ambiente contemporâneo, sofisticado e leve apresenta o “design sem rupturas” como principal tendência. O desenho clean dos móveis curvos possibilita a conexão entre cada elemento do projeto, criando uma estética agradável, contínua e fluída.

Para conferir personalidade ao espaço funcional, as profissionais apostam numa paleta ousada. Aos tons neutros, clássicos nas joalherias mais renomadas do mundo, elas adicionam uma bela sobreposição de tons azuis. O destaque fica para a imponência dos MDFs, lançamentos Sudati que contrastam diferentes nuances da cor. Os padrões são inspirados nas praias, trazendo a atmosfera da natureza para o ambiente interno.

Nos expositores, o tom claro do MDF Mineral da Sudati destaca as joias e confere homogeneidade visual ao ambiente. (Foto: Marcelo Stammer)

O MDF Pipa marca a exuberância e profundidade de um dos lugares mais paradisíacos do Brasil, o toque acinzentado do MDF Cancún completa com a suavidade e harmonia do céu e mar caribenhos. As variações de azul também aparecem nas paredes que recebem os expositores, compondo um belo degrade que se estende até o teto. Os cinzas e beges claros colorem outras paredes e pisos. Para arrematar, o champanhe das luminárias e dos detalhes em metal.

A composição de cores é o ponto focal do projeto, pois uniformiza o espaço e valoriza o brilho das joias. A paleta vai de encontro ao tema da 28ª edição da mostra paranaense, o “Infinito Particular”, que prima por ambientes de bem-estar, equilíbrio e conforto. Sensações, estas, estimuladas pelo azul. A cor também transmite confiança, segurança e profissionalismo – necessárias para a imagem de um estabelecimento comercial.

O expositor de vidro, desenhado pelas arquitetas, apresenta as peças de maior valor agregado da Joalheria. (Foto: Marcelo Stammer)

Meister e Polese buscaram entender junto aos joalheiros qual seria o formato ideal de apresentação das peças. Assim, desenvolveram expositores com grande circulação para viabilizar o deslocamento dos visitantes e móveis personalizados para facilitar o acesso às joias. As curvaturas do mobiliário exigiram um trabalho minucioso da marcenaria, que contou com maquinário de tecnologia exclusiva para a execução.

O antigo espelho da sala de ballet do Edifício ACQUA foi mantido, recebeu fitas de LED e um painel ripado para ganhar mais destaque. As janelas também foram mantidas para proporcionar a incidência de iluminação natural. O formato acima do comum da porta cria uma circulação de ar que privilegia a ventilação natural, além de permitir a visualização externa da Joalheria enquanto ela estiver fechada. A entrada é ambientada com objetos de decoração da concept store Lais Aliski Casa.

O mobiliário é funcional, servindo como bancada de apoio para a prova das joias. (Foto: Marcelo Stammer)
Os móveis soltos da New Home Decor arrematam a ambientação, como as cadeiras do modelo Línea. (Foto: Marcelo Stammer)

O projeto luminotécnico prioriza luzes de LED, que tornam o espaço mais intimista e otimizam o consumo de energia elétrica. O efeito neutro favorece a diversidade dos materiais que compõem as joias (prata, ouro, couro e pedras), tornando a visualização das peças mais fiel à realidade. Uma das luminárias é assinada pelas arquitetas, a Effect Champagne Gold. Não encontrada no mercado até então, o design da arandela é compacto, eficiente e produz efeito de iluminação pontual. Oito peças foram distribuídas por cada um dos expositores fixados na parede.

A luminária Effect Champagne Gold, assinada por Meister e Polese para Ner Casa de Luz, foi colocada na parte superior dos oito expositores fixos na parede. (Foto: Marcelo Stammer)

Deixe um comentário