5 hotéis europeus que são verdadeiras galerias de arte

5 hotéis europeus que são verdadeiras galerias de arte

As luxuosas acomodações 5 estrelas localizadas na Inglaterra, na Itália, em Portugal e na França contam com peças exclusivas na decoração

573 0

A Europa respira arte. Manifestações artísticas fazem parte da história e cultura dos países deste continente. Itália, como berço do Renascimento; França, que teve como rei Luís XIX,conhecido como patrono das artes; Inglaterra, com sua vanguarda conceitual; e Portugal, com suas igrejas-galerias são exemplos de países que respiram arte. E seus hotéis não poderiam ser diferentes, né? A hotelaria de luxo presente nesses países guarda verdadeiros museus e galerias dentro de cada lugar.

Conheça 5 hotéis-galeria europeus

Castello del Nero

Localizado na Toscana, Itália, o hotel está sob a proteção do Departamento de Monumentos e Belas Artes. Uma bela coleção de esculturas, jardins impecáveis e arte em sua estrutura – como pisos de terracota, lareiras, tetos abobados e impressionantes afrescos fazem parte dele. O hotel-boutique também realiza exposições constantemente.

Villa Cora

Também na Toscana, o hotel conta com afrescos originais preservados, mobiliários e obras de arte em sua decoração. A arte também está presente em seus visitantes, já que compositores como Tchaikovsky e Claude Debussy já passaram pelo hotel. Mesmo com estilo antigo, o hotel conta com várias modernidades.

The Arch London

O hotel, que fica em Londres, na Inglaterra, conta com várias peças de arte contemporânea, como as cadeiras do artista britânico Tom Dixon. Além das áreas comuns, os 82 apartamentos do hotel são decorados com peças de arte contemporânea.

Le Cinq Codet

Em Paris, o hotel cinco estrelas fica perto do Museu Rodin. Reformulado pelo designer Jean-Philippe Nuel, o ambiente conta com mais de 400 obras de design, fotografia e pintura de artistas como Gerard Garouste, Charles Eames, Eero Saarinen, Tom Dixon e Patricia Urquiola.

Farol Hotel

A opção fica em uma mansão restaurada do século XIX nos penhascos de Cascais em Portugal. Contemporâneo, o espaço conta com contribuições de artistas portugueses e internacionais como Ana Salazar, António Augustus, Arkadius, Fátima Lopes, Miguel Vieira, Manuel Alves & José Manuel Gonçalves, José António Tenente, Paulina Figueiredo e João Rolo.

Neste Artigo

Converse com a Gente